794 é o número de podcasts que Foster produziu até à data, disponíveis no Spotify, gravados em lotes de 7/semana e que chegam aos ouvidos de mais de 10 milhões de brasileiros. 

O que começou de forma natural e tímida é, 5 anos depois, um negócio rentável, bem estruturado e com valor acrescentado, sob a forma de cursos de inglês práticos e acessíveis para mais de 10 mil alunos.

Foster Hodge nasceu no estado da Carolina do Sul nos EUA. Estudou na University of the South, da qual saiu com um diploma de honra em Relações Internacionais e Espanhol. Tem um MBA internacional da Darla Moore School of Business, onde se formou com distinção. 

Trabalhou com educação internacional, em ONGs e como professor, levando-o a vários lugares do mundo como Espanha, Nova Iorque, Guatemala, e Brasil. 

Hoje em dia, vive no Porto, com sua parceira Alexia e o cão, Buddy. 

Esta equipa (Buddy incluído!) está estabelecida no cowork da CRU desde 2019.

O que é que te levou a criar a Inglês Nu e Cru?

Na verdade, no início, começámos com o nosso outro podcast, Carioca Connection. Eu estava no Rio de Janeiro depois de fazer um MBA Internacional. Durante o meu mestrado percebi que gostei mais da parte “internacional” do que o “MBA” mesmo. Eu sabia que não queria um emprego normal, ou melhor, uma vida normal. Mas, eu escutava muitos podcasts, sabia como produzir áudios, e queria melhorar o meu português. 

Aí a Alexia entra na história…

Poucas semanas depois de conhecê-la, perguntei se ela queria criar um podcast comigo, e ela (ainda não sei por quê) topou. 

Começámos com o mesmo formato de um outro podcast que me ensinou a falar espanhol, Notes in Spanish.  A ideia era simples. Um americano aprendendo português de uma forma natural e divertida, através da conversação com a Alexia. 

 

Tivemos um pouco de sucesso, mas poucas pessoas escutavam o Carioca Connection no começo. As pessoas gostaram muito do conteúdo mas, a audiência era pequena e não foi um negócio rentável. 

Durante a minha estadia no Rio, todo mundo queria aprender inglês. E daí pensámos, será que estamos fazendo isso ao contrário? Seguimos com o mesmo formato, só que desta vez eu estava ensinando a Alexia, e nasceu o Inglês Nu E Cru. Quase 5 anos depois, o Inglês Nu E Cru é um dos podcasts educacionais mais populares do Brasil e o Carioca Connection continua a ensinar milhares de pessoas mais sobre a língua e cultura do Brasil. 

 

Concentração vs procrastinação… qual é a tua receita para a produtividade?

Para ser bem sincero, não tenho receita. Já fiz tudo – trabalhando muito, trabalhando menos, todos os ‘produtivity hacks’ imagináveis e ainda é um trabalho em progresso.

Quem são os teus super-heróis na área do e-learning e podcasting? que super-poderes têm eles?

Ben Curtis e Marina Diaz do Notes In Spanish. Eles inspiraram-me a criar o nosso primeiro podcast e continuam a inspirar-me. Eles têm uma mistura de autenticidade, simplicidade, e diversão que é difícil achar na área. 

Craig Mod é meu escritor favorito do momento e é um exemplo que pode ter o nicho mais pequeno do mundo e ainda ter um negócio viável. 

Que formas encontras de activar a tua marca e de fazer chegar o teu áudio aos ouvidos dos teus clientes?

Sobretudo, podcasts. Gravamos muito (quase 7 episódios por semana), então temos muito conteúdo num canal que ainda é relativamente pequeno e emergente. O nosso marketing sempre tem sido boca a boca. Pessoas gostam do que fazemos e contam aos outros. 

Quem mais faz parte do projecto Inglês Nu e Cru? Como dividem as vossas tarefas e responsabilidades?

Somos três. Eu, Alexia, e Felipe. Nos três primeiros anos, foram só eu e a Alexia. Naquela época, fizemos um pouco de tudo. Hoje em dia, eu e a Alexia fazemos a criação e produção dos podcasts. Eu faço a maioria da criação para os nossos cursos. Alexia é responsável pelas mídias sociais e o suporte dos nossos clientes. Felipe faz a edição e mantém o nosso site. 

Recorda um dos teus momentos de maior orgulho profissional 

Quando o Inglês Nu E Cru foi reconhecido como um dos dez melhores podcasts do ano com uma mulher como apresentadora.

Como vês o crescimento e a escala do teu projecto nos próximos anos?

Eu sei que podcasts vão continuar a crescer. Também a educação online vai continuar a evoluir. Vejo as nossas escolas como uma combinação desses dois mundos. Não sei qual o papel que vamos ter nessa história, mas fico feliz porque vamos participar.

Que tecnologia não dispensas?

Usamos um site chamado Podia para os nossos cursos. ConvertKit para nosso email marketing. Um Zoom H4N para gravar podcasts. Com tecnologia, quanto mais simples, melhor. 

Quem é o Foster quando não está a trabalhar?

Quando não estou a trabalhar, normalmente podem encontrar-me a brincar com o nosso cachorro, Buddy, tocando música, ou caminhando na natureza. Fico mais feliz quando posso fazer os três ao mesmo tempo. 

Que dicas ou conselhos deixarias para alguém que está a começar na tua área?

Você já tem algo para ensinar. Quando começámos Inglês Nu E Cru, não me considerei “professor de inglês.” Agora, quase dez milhões de brasileiros têm escutado os nossos áudios. Você já sabe mais sobre uma coisa do que a maioria das pessoas – compartilhe sua paixão, ajude pessoas, e o sucesso vai te encontrar. Ah, e você deve entender o conceito de “1,000 true fans” e começar um podcast hoje.

O CRU Spotlight é um rubrica de pequenas entrevistas a pessoas da comunidade CRU, com foco em aspectos da sua vida profissional como independentes no sector das Indústrias Criativas.

Texto: Tânia Santos Edição: Rossana Fonseca Fotografias: cortesia Foster

cru_admin

Author cru_admin

More posts by cru_admin

Leave a Reply